Buscar

Light ou Diet? Entenda essa diferença e não compre mais por engano




Muitos consumidores têm a impressão de uma promoção milagrosa de emagrecimento e acabam apostando neles com o objetivo de perder peso ou tentar uma alimentação mais adequada.


Chegam até mesmo a pensar que não estarão fazendo uma melhor escolha se levarem um produto que não esteja escrito na embalagem ou “light” ou “diet”.



Bom, então vamos direto ao ponto: Os produtos light e diet têm na sua composição redução de algum nutriente. Os produtos light (leve, em inglês) são aqueles que têm uma redução de, pelo menos, 25% de algum nutriente, como gordura e açúcar e, por consequência, de calorias.


Mas no caso de um requeijão, por exemplo, não adianta nada comer o pote todo, estará ingerindo todas as calorias do produto! Ponderação na hora de porcionar essa ponta de faca pra passar no pão.


Nos produtos diet, a modificação diz respeito à retirada de algum nutriente com o objetivo de saúde, por conta de uma patologia específica. Mas para manter o produto com sua característica original é adicionado outro elemento, como adoçante ou edulcorante ou gordura. As pessoas pensam que vão consumir um produto diet e acham que vão emagrecer, mas não é assim. Tomamos como exemplo o chocolate diet. Para manter as características dele, o açúcar é retirado, mas o produto leva edulcorante e gordura para manter o sabor agradável. Um produto assim pode ser até mais calórico que um chocolate convencional



As pessoas pensam que vão consumir um produto diet e acham que vão emagrecer, mas não é assim "


Concluindo: eles não devem ser usados para emagrecer ou ter alimentação mais saudável para indivíduos que não são portadores de alguma doença que, sim, será necessária uma atenção maior na leitura de rótulos.


Gostou dessas dicas? Confira outros artigos em nosso blog e fique por dentro do melhor conteúdo sobre saúde e sabor, aqui no Empório da Terra Minas.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo